free countersVisitantes desde 16/08/2012

SALVADOR EM FESTA EM LOUVOR DE SANTA SOFIA - 31 DE AGOSTO A 03 DE SETEMBRO DE 2012

Lindo Salvador, Aldeia da tradição, Lindo Salvador, Terra do meu coração...
Domingo, 9 de Dezembro de 2007
Já cá cantam 97 e não tarda aos 98 vai chegar!!!

 

 

Sem tempo para escrever e sem qualquer voluntario para me ajudar nesta tarefa, deixo-vos uma noticia retirada do jornal "Reconquista".

Idoso ajudou em obra espanhola

Um construtor de túneis em Salvador

 

 

O homem que ajudou a construir o túnel, em Burgos, na província espanhola de Castilla y León é hoje o cidadão mais velho de toda a aldeia de Salvador, no concelho de Penamacor. Foram 77 anos passados no outro lado da fronteira.

 

 

José Marques conta os dias que faltam para a véspera de Natal, altura em que irá completar 98 anos com a promessa do padre da aldeia que na Igreja lhe irão cantar os parabéns. É hoje o homem mais velho da aldeia de Salvador, em Penamacor, e com uma memória invejável que o faz recordar ao tempo em que um dia partiu para Espanha à procura de melhor vida. Com ele foram mais seis homens, todos da freguesia do Salvador, a monte, pela calada da noite com destino ao Norte de Espanha, onde os aguardava o trabalho duro da construção civil. O túnel em Castilla y León, bem próximo de Burgos é demasiadamente conhecido para José Marques, que perde as vezes que carregou com uma pá e picareta a terra e pedras do sub-solo. Esta era a vida de muitos jovens de 20 anos, como ele, que partiram a salto para terras de Espanha para ganhar 30 escudos. Recorda que as contas eram fáceis de fazer. Ganhava 30 para enviar para o Salvador 25 escudos. Restavam cinco para comer, o bastante para o sustento de um homem que trabalhava de sol a sol. Viúvo vai para nove meses, tem actualmente três filhas - uma já com 73 anos - e um filho. Dois a viver em Lisboa e outros dois no Salvador que não esquecem o seu progenitor e todos os anos se reúnem para celebrar a longevidade da vida. Poucas têm sido as vezes que foi ao médico. Diz que hoje vive-se melhor, que há mais fartura mas que no excesso de tanto há sempre o que falte e sem hesitar, lembra que nos tempos de hoje falta o respeito. É do tempo de Salazar, da queda da ditadura, das aparições de Fátima e da ida do homem à lua. José Marques a tudo assistiu mas nem em tudo acreditou. Se do céu para cima ninguém passa, olha desconfiado para o facto do homem ter pisado o solo lunar e, sem hesitar, confidencia que nunca andou de avião e nem faz intenções de se lá montar: “tenho medo de cair”, concluiu a sorrir.

Na tranquilidade dos seus 98 anos, José Marques não pára e nem a idade o impede de subir a umas escadas para podar parreiras, porque enquanto Deus lhe der saúde quer tratar do seu pequeno quintal para dar aos filhos. Tem como distracção duas galinhas, os únicos animais que ainda vai cuidando. Para trás fica o tempo em que teve um arrendamento em Valverde del Fresno. Eram quatro sócios proprietários de sete vacas e um centro de cabras. O negócio não correu nada mal porque em cinco meses diz que conseguiu juntar o suficiente para construir a casa no Salvador.

José Marques, mais que guardador de sonhos foi guardador de rebanhos. Guardou gado, amanhou a terra e passou a maior parte da sua vida do outro lado da fronteira. O homem mais velho de um pequeno território da raia do lado de cá ajudou a construir o desenvolvimento do país situado no outro lado de lá.

Se o fez aos 20 anos, voltaria a fazê-lo se a máquina do tempo se encarregasse de voltar atrás porque mesmo perante as adversidades da vida, foi feliz ao lado da mulher que sempre amou e que viveu até aos 94 anos. Já um cunhado veio a morrer perto do centenário. Vai para 9 anos que é utente da Santa Casa da Misericórdia de Penamacor, através do Centro de Dia do Salvador que todos os dias o visita para lhe prestar todos os cuidados. O homem que quebrou fronteiras e rasgou a terra espanhola até avistar as terras gaulesas, afinal era português. Nasceu na Raia e no Salvador quer ficar.


tags:

publicado por salvador4ever às 00:58
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De João A. Marques Lopes a 18 de Fevereiro de 2008 às 15:59
Muito me orgulha ser um dos descendentes deste Homem, meu avô Farragas. A ele um grande abraço e desejo que viva por muitos anos.


Comentar post

Olho aberto e ourelha à escuta

DESLIGUE A RADIO... E PLAY

NOVIDADES ...

Festas de Verão em louvor de Santa Sofia - 31 de Agosto a 03 de Setembro de 2012
Ouvindo ...


Radio Cotonete
...

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts Recentes

Um artesão de concertinas

Festas de Verão em Salvad...

ZCM 3419 - Época Venatóri...

Roubo do sino da capela d...

A triste matemática ... 1...

Festa de Santa Sofia 2011

POSTO DE CORREIOS

FESTAS EM HONRA DE SANTA ...

Convivio em Lisboa - Parq...

Salvador coberto de neve ...

Arquivos

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Agosto 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

2008(2)

2009(3)

2010(2)

adsl(2)

associação(3)

bandalouka(2)

caça(4)

campo frio(2)

cartaz(4)

espanha(2)

festa(10)

idoso(2)

javali(2)

montaria(2)

onda m(2)

padaria(2)

penamacor(23)

portugal(2)

salvador(32)

santa sofia(9)

todas as tags

LINKS
As minhas fotos
Á procura de ...

Dicionário
Eu ...
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds