free countersVisitantes desde 16/08/2012

SALVADOR EM FESTA EM LOUVOR DE SANTA SOFIA - 31 DE AGOSTO A 03 DE SETEMBRO DE 2012

Lindo Salvador, Aldeia da tradição, Lindo Salvador, Terra do meu coração...
Sexta-feira, 8 de Dezembro de 2006
Esticar o Tempo...
Peço desculpa por não ter conseguido actualizado o Blog com a assiduidade que ele, a aldeia e seus “filhos” merecem. Para uma actualização de qualidade, com notícias e informações úteis são necessárias muitas variáveis, entre as quais se encontra o tempo. E tempo é coisa que nos tempos que correm na minha vida não abunda e não o consigo esticar. Parece um paradoxo e até o é em certa forma, porque observando o tempo de uma forma simplista, quotidiana, na definição de tempo de Isaac Newton é suficiente. Newton afirma que existe um tempo absoluto, verdadeiro, matemático que fluí constantemente da mesma forma para todos. No entanto, a teoria da relatividade de Einstein veio mostrar que o tempo como nós o “sentimos” é relativo e como tal depende da referência de quem o mede.
 
Tomemos como exemplo um tractor que passa na estrada junto ao Chão do Seabra a 15 km/h. No reboque do tractor vai um malandro que atira uma laranja no sentido da frente do tractor com uma velocidade de 50km/h. Para as pessoas que estão sentadas no muro do Chão do Seabra, a laranja circula na realidade a 65km/h (soma da velocidade do tractor com a velocidade da laranja)
 
Agora imaginemos que no Salvador os tractores circulam a uma velocidade de cerca de metade da velocidade da luz, (150 000 km/s – a velocidade da luz é de aproximadamente 300 000 km/s) e que esse tractor faz sinal de luz. A luz parte a 300 000 km/s e é com esta velocidade que o condutor do tractor a vê. Qual será a velocidade vista pelas pessoas que estão no muro? 450 000 km/s (150 000 km/s do tractor mais 300 000 km/s da luz)? … Não, a velocidade da luz é constante para qualquer observador! Parece um paradoxo, mas tal tem-se mantido como uma verdade fundamental com as diversas experiências cientificas realizadas ao longo do ultimo século.
Velocidade é igual à distância percorrida a dividir pelo tempo dispendido nessa distância. 50 Km/h é mesmo que dizer que se andou 50 km numa hora ou 100 km em duas horas. Se utilizar este raciocínio no exemplo do tractor a 15 km/h, tudo bate correcto, mas se o utilizamos no segundo caso, temos um problema. Este problema é resolvido pela teoria da relatividade, que diz que o tempo e o espaço podem diferir de observador para observador (de referencial para referencial).
Tomando novamente o exemplo do tractor que vai a metade da velocidade da luz, para que a velocidade da luz seja a mesma para os dois observadores é necessário que o espaço percorrido por essa luz e a duração desse percurso seja diferente para os dois observadores, isto é, o relógio do tractorista tem de bater mais lentamente que o relógio da pessoa que esta sentada no muro. Para além da diferença no tempo, também o mesmo comprimento, o reboque do tractor parece ser mais pequeno para a pessoa que se encontra sentada no muro.
O estranho é que para o tractorista o tempo passaria da mesma forma e o reboque não seria mais pequeno – tudo aparentaria ser normal.
Temos que resolver os problemas de falta de tempo, basta arranjar um veículo que possa atingir velocidades próximas da velocidade da luz … Alguém tem um “tractor” desses? Eu preciso de um, com urgência.

sinto-me:
tags:

publicado por salvador4ever às 12:36
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De Anónimo a 10 de Dezembro de 2006 às 11:31
muitos parabens ao autor deste bolg. Pois é, a falta de tempo é um mal que atormenta muita boa gente. decerto que nao vai ser o tempo ou melhor a falta dele a derrotar este fantastico blog. obrigado pelos diferentes conceitos de tempo e para quando um veiculo a circular a velocidade da luz para resolver os seus e os de milhoes de pessoas com o mesmo problema - falta de tempo. mais uma vez parabens e um bom natal pra todos os Salvadorenses.


Comentar post

Olho aberto e ourelha à escuta

DESLIGUE A RADIO... E PLAY

NOVIDADES ...

Festas de Verão em louvor de Santa Sofia - 31 de Agosto a 03 de Setembro de 2012
Ouvindo ...


Radio Cotonete
...

Agosto 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Posts Recentes

Um artesão de concertinas

Festas de Verão em Salvad...

ZCM 3419 - Época Venatóri...

Roubo do sino da capela d...

A triste matemática ... 1...

Festa de Santa Sofia 2011

POSTO DE CORREIOS

FESTAS EM HONRA DE SANTA ...

Convivio em Lisboa - Parq...

Salvador coberto de neve ...

Arquivos

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Agosto 2011

Agosto 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Novembro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

tags

2008(2)

2009(3)

2010(2)

adsl(2)

associação(3)

bandalouka(2)

caça(4)

campo frio(2)

cartaz(4)

espanha(2)

festa(10)

idoso(2)

javali(2)

montaria(2)

onda m(2)

padaria(2)

penamacor(23)

portugal(2)

salvador(32)

santa sofia(9)

todas as tags

LINKS
As minhas fotos
Á procura de ...

Dicionário
Eu ...
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds